Pesquisar:

Paixão

Recentemente participei numa conferência europeia, em Lisboa, onde se debatiam novos saberes para novos empregos. Para além de todos os dados técnicos, das considerações teóricas e especulativas, chamou-me a atenção um orador que falava de paixão.
Paixão pelo que fazemos. Paixão pelo que aprendemos. Para haver um dia pessoas capazes de enfrentar contrariedades, arriscar em novos projetos, serem empreendedores, terem a capacidade para tomar decisões nos momentos oportunos, é preciso haver, tão só, paixão.
Se perguntássemos ao José Mourinho, Cristiano Ronaldo, Salvador Caetano (paz à sua alma), Belmiro de Azevedo, entre muitas mais personalidades que singraram na vida, um dos segredos do seu sucesso, não tenho dúvidas de que para além da imensa dedicação ao trabalho estaria a paixão.
Refletindo um pouco mais nesta questão, concordo com ele. Tomando como exemplo a nossa vida pessoal, ou mesmo profissional, não concordam que quando fazemos algo por amor, com muita paixão, que o resultado sairá melhor? Pelo contrário, torna-se difícil conseguir motivar alguém que não se sente bem no seu cargo. Pessoalmente, não conheço ninguém apaixonado por algo (ou alguém) que não esteja feliz nesse aspeto. Consequentemente, se estamos bem, felizes (apaixonados), conseguimos fazer mais e melhor. Não nos damos por vencidos facilmente, enfrentamos melhor as nossas adversidades, lutamos pela razão na nossa paixão.
Então, será esse o segredo do sucesso? Quem sabe… Mas que a vida sabe melhor se estivermos apaixonados, disso não tenho dúvidas.
Do que estão à espera para se apaixonarem pela escola?

Imagens