Pesquisar:

"A vida é feita de ciclos." - José Luís Pegada

A vida é feita de ciclos. Pelo menos, é nisso que acredito… E como tal, de forma muito natural, um desses ciclos na minha profissional chegou ao seu término. Após 11 anos letivos consecutivos deixei de assumir as funções de Diretor Pedagógico da Escola Profissional de Ourém.

E se um ciclo termina é porque outro está prestes a começar, e como tal, assumirei novas funções igualmente desafiantes e enriquecedoras na Insignare.

Quando encerramos ou pelo menos chegamos ao fim de um desses ciclos, é muito natural que façamos um levantamento e uma retrospetiva dos tempos vividos. Como em tudo, tenho plena consciência das minhas limitações e consequentes erros, decisões menos acertadas, atitudes e formas de trabalho que poderiam ter sido de modo diferente. Tenho igualmente plena consciência de tudo ter feito em prol da Insignare, com o propósito de inovar, melhorar e contribuir para uma já consolidada afirmação de formação de referência.

Sinto também a necessidade de endereçar alguns agradecimentos às pessoas com as quais trabalhei diretamente no desempenho das minhas funções e sem as quais nada do alcançado teria sido possível.

Começo por agradecer, na pessoa dos Diretores da EPO (Francisco Vieira, Purificação Reis e Sérgio Fernandes) à Direção da Insignare pela contínua confiança em mim depositada, ao longo destes anos. Um sentido agradecimento ainda pelos ensinamentos constantes, conselhos diversos (profissionais e pessoais) e tempos vividos, que contribuíram decisivamente para a minha aprendizagem enquanto pessoa e profissional. Muito obrigado.

Um agradecimento muito especial a todos os Professores e colegas de trabalho (perdoem-me por não os nomear individualmente), pela forma como me acolheram desde a primeira hora, pela constante prontidão em aceitar desafios propostos, pelos conselhos e inúmeras sugestões, pela entrega, pelo profissionalismo, pelo companheirismo, pelo facto de saber que sempre podia contar convosco. Do muito que aprendi e vivenciei convosco, o facto de saber que me apoiavam e levavam em conta todas as alterações propostas (mesmo aquelas mais difíceis), fez apenas sobressair um trabalho global muito satisfatório. Obrigado.

Um agradecimento aos meus colegas de trabalho, funcionários da Insignare, pela forma como igualmente me trataram desde o primeiro dia, pela ajuda, entrega, dedicação e prontidão constante em colaborar nos mais diversos momentos e atividades da EPO/EHF.

Uma escola sem alunos, não é uma escola. Portanto, jamais me poderia esquecer de agradecer a todos os alunos das turmas, desde aquelas a quem tive o privilégio de dar aulas, a todas as restantes e com as quais privei desde a minha tomada de posse como Diretor Pedagógico. Refirmo-me a todas as turmas dos triénios 2001-2004 até aos triénios 2008-2011, de ambas as escolas, EPO e EHF, e dos triénios 2009-2012 até aos triénios 2014-2017, exclusivamente da EPO. Um professor não é um ser completo e único detentor do conhecimento, e se há algo que aprendi com os meus alunos, foi a tentar ser a cada ano que passa um professor melhor, mais competente e mais capaz. Obrigado pelos vossos ensinamentos.

Finalmente há pessoas que nos marcam de uma forma mais direta e cuja ação e função desempenhada na entidade obriga a relacionamentos mais próximos e estreitos. Não podia deixar de agradecer à Gilda Simões por ter sido, ao longo destes anos, o meu apoio direto na gestão escolar. Sem o seu trabalho eficiente, conselhos e sugestões pertinentes, toda a organização escolar não teria sido a mesma. Obrigado Gilda.

Quero ainda agradecer ao Pedro Major, Diretor Financeiro da Insignare, por ter sido um apoio insubstituível ao longo de todo este tempo. Também ele foi decisivo em inúmeros conselhos, ajudas constantes, bom ouvinte e excelente colega (amigo) de trabalho. Obrigado Pedro.

Agradeço também ao meu compadre António Évora, porque desde o primeiro dia em que (re)entrou tornou os meus dias de trabalho mais fáceis. Pelos conselhos, pela divisão de tarefas, partilha de preocupações, e muitas outras coisas mais. Foi, como se costuma dizer, o meu braço direito. Obrigado António.

Finalmente, quero agradecer à minha família, em particular à minha esposa Paula, pela compreensão (quantas noites perdidas…), pelo apoio (tantos incentivos…), pelas sugestões (que belos conselhos…) e pelo facto de ter sempre acreditado em mim, nas minhas capacidades, mesmo em momentos mais complicados. Obrigado môr.

Desejo à Margarida Rodrigues (Guida) todo o sucesso do mundo, reafirmando a minha disponibilidade para a auxiliar, com base na experiência adquirida, para podermos, todos em uníssono, contribuir para uma contínua afirmação de um projeto de sucesso, que nasceu há 25 anos: A Escola Profissional de Ourém.

Termino como comecei. A vida é feita de ciclos, e um próximo está a iniciar, para o qual irei dedicar toda a minha atenção, todo o meu empenho, toda a minha dedicação, todo o meu querer, de modo a poder continuar a ser útil e contribuir para o engrandecimento da Insignare e suas escolas. Afinal, sou carneiro e isso nota-se…

 

José Luís Pegada

Coordenador do Gabinete de Controlo da Qualidade da INSIGNARE

Imagens